Botões

segunda-feira, 26 de dezembro de 2016

Mais de 100 mil paulistas fizeram intercâmbio em 2015

De acordo com os dados da Pesquisa Selo Belta 2016, encomendada pela Belta (Associação das Agências de Intercâmbio) em 2015 o mercado de intercâmbio enviou 220 mil brasileiros para estudar no exterior. Desse número quase metade saiu de São Paulo (sendo 29,6% da capital).

Segundo a Belta, até dezembro de 2016 havia 127 Agências Selo Belta em São Paulo, o que corresponde a 30% do total de Agências Selo Belta no Brasil e explica o percentual elevado. Atualmente, as agências especializadas Selo Belta representam 75% do mercado nacional de educação internacional.

Na segunda e terceira colocação estão Rio de Janeiro, com 26 agências de intercâmbio Selo Belta, e Minas Gerais, com 24 empresas. Aproximadamente 16,3% dos brasileiros que realizam intercâmbio em 2016 eram do Rio, e 10,3% de Minas. 

Perfil do intercambista brasileiro

De acordo com a Pesquisa Selo Belta, a faixa-etária que mais realiza intercâmbio é dos 18 aos 30 anos. Aproximadamente 49% desses estudantes têm como fonte para a viagem o investimento feito em poupança, e em segundo lugar, com 40,6%, a família.

No ranking dos dez destinos mais procurados pelos estudantes brasileiros estão: Canadá, Estados Unidos, Austrália, Irlanda, Reino Unido, Nova Zelândia, Malta, África do Sul, França e Espanha. Os dados mostram também que os cursos de idioma são os principais produtos comercializados pelas agências de intercâmbio. Os programas de ensino médio (high school), curso de férias para jovens e de idioma com trabalho temporário completam as lista dos quatro.
 
Já quando o assunto é planejamento, dos tipos de intercâmbio que os futuros intercambistas disseram desejar fazer os seis primeiros estão relacionados à carreira, são eles: curso de idioma com trabalho temporário, curso de idioma, pós-graduação stricto sensu (Mestrado e Doutorado), pós-graduação (MBA ou Master), graduação e curso profissionalizante.

Sobre a Belta

Criada há 24 anos, a Belta – Associação Brasileira Especializada em Educação Internacional – tem como objetivo ampliar o mercado de educação internacional no país. A Belta investiu na promoção do segmento e na qualidade e confiabilidade dos programas internacionais oferecidos por suas associadas. Atualmente, as agências especializadas Selo Belta representam 75% do mercado de educação internacional, e a Belta reúne 17 associadas internacionais, que são universidades, instituições de ensino médio, redes de escolas internacionais e prestadores de serviços afins ao segmento. A qualidade dessas empresas é atestada pelo Selo Belta, oferecendo credibilidade no Brasil e no Exterior.

Para mais informações, acesse: www.belta.org.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário