Botões

quarta-feira, 11 de junho de 2014

Educação Básica: Aumento não chega a R$ 1,00

A hora-aula do piso da Educação Infantil até o 5º ano do Ensino Fundamental passa de R$ 9,89 para R$ 10,58

A campanha salarial de 2014 foi uma lástima! Em primeiro lugar: começou muito tarde, teve início no dia 5 de abril. Lembramos que a data-base é 1º abril. Em segundo, a proposta da diretoria era a mesma dos últimos anos, ou seja, INPC + ganho real. E só! No entanto, impulsionada pelo Movimento Vem pra Luta, a assembleia da categoria aprovou proposta de mudança no paradigma das negociações, na perspectiva de equiparação salarial e valorização do piso.

A segunda assembleia, marcada 43 dias depois, seguiu um roteiro macabro.  A maioria da direção do sindicato sequer elaborou um jornal para divulgar a proposta aprovada na 1ª assembleia e nem denunciou às péssimas condições salariais. A categoria rejeitou a proposta patronal e exigiu da diretoria do Sinpro-Rio ampla mobilização nas ruas para pressionar as escolas e denunciar à sociedade o valor do salário recebido pelas professoras da educação infantil (ensino fundamental até o 5º ano) que vergonhosamente é R$ 763,04.

Na terceira assembleia, mesmo com inúmeros argumentos vindos de vários professores e professoras e alegando que a campanha estava apenas começando e que podíamos pressionar e conseguir mais, o presidente, e a maioria da diretoria, defendeu o fim da campanha salarial com o ridículo reajuste de 6,5% geral e 7% para o piso.

Apesar de uma conjuntura amplamente favorável à classe trabalhadora, que se manifesta e reivindica melhores salários e condições de trabalho, o presidente encerrou prematuramente a campanha salarial deixando a categoria jogada às favas. E pasmem, ainda propôs uma assembleia para outubro!

Nenhum comentário:

Postar um comentário