Botões

quarta-feira, 1 de junho de 2016

Novos modelos de ensino online impactam na rotina e preparação de professores

A adaptação dos modelos de ensino às novas tecnologias têm mudado a forma como professores trabalham e se preparam para suas aulas. Fatores como a presença maior de conteúdo multimídia e a flexibilidade na agenda ganharam relevância com o passar dos anos.

No passado, acreditava-se que a educação seria influenciada pela tecnologia estritamente em quesitos ferramentais. Telas touch-screen substituindo lousas; computadores ou tablets disponíveis para alunos em cada carteira; conexão entre o conteúdo escrito no quadro e os dispositivos individuais de cada estudante. Mas a revolução tecnológica está chegando no ensino de uma forma mais transgressora: ela está mudando a relação entre professor e aluno e alterando as estratégias de preparo de aulas.

Com o surgimento de plataformas de comunicação em tempo real, as aulas à distância ganharam força no mercado. A um custo normalmente menor do que o de aulas em escola ou particulares, o ensino à distância oferece ao aluno a possibilidade de adaptar o ritmo de aprendizado ao seu perfil, sua agenda e suas necessidades. Do outro lado, professores também se vêm na obrigados a repensar suas práticas e a enxergar neste cenário novas oportunidades.

O cenário de mudança é controverso. Salas de aula começam a dar lugar para salas de chat. Giz e bilhetes são substituídos por conteúdo digital e mensagens instantâneas. O convívio em sala de aula vira chamada virtual. Livros e apostilas dividem espaço com conteúdo multimídia de todo tipo.

A professora ucraniana Yulia Green ensina inglês por meio da start-up digital Preply - que começou a operar no Brasil este ano. Sobre como os novos modelos de educação impactam no seu trabalho, ela afirma: "estou tentando tornar minhas aulas mais divertidas e informais para que os alunos se sintam confortáveis e à vontade. Uso livros diferentes para alunos diferentes, dependendo das suas necessidades e faixas etárias. Também uso recursos multimídia (vídeos, podcasts, filmes, desenhos, propagandas e outros) para fazer com que com as aulas sejam mais vívidas. Estou produzindo video-aulas na Preply também, para que meus alunos saibam que este é um recurso ótimo e útil". Já sobre como garantir aos alunos que todo este esforço vale a pena sem o apoio de uma escola tradicional, Yulia é objetiva: "eu não tento garantir intencionalmente aos meus alunos que as aulas são boas - as próprias aulas fazem isso por mim".

Liberdade de escolha parece ser mesmo o que guia alunos e professores a optarem por aulas online na Preply. O site, já em português, permite que tutores e estudantes de diversas regiões do planeta se encontrem e organizem aulas presenciais ou via Skype. Karl Bertyn é um desses professores. Ele dá aulas de inglês e espanhol da Califórnia para estudantes de qualquer lugar do mundo. "O ensino à distância proporciona um ótimo nível de interação. A Preply é simples, fácil de usar. Eu amo o fato de poder transferir meu dinheiro imediatamente. É uma vantagem para mim", pontua. Na plataforma, os próprios professores definem seu preço. Do total definido, a startup recebe 50% do valor pago pela primeira aula e cobra uma taxa de 9,5% a partir da segunda.

Na educação de base esse cenário tende a mudar de forma mais lenta. Escolas contam com a segurança que pais e mães sentem ao manter seus filhos estudando no formato tradicional. No entanto, aulas complementares de ciências humanas, exatas e biológicas, além de atuação, música e pintura já são agendadas, conduzidas e pagas pelo site da Preply e podem fortalecer o ensino tradicional do colégio.

Ao adotar como estratégia o ensino particular à distância, professores deixam de contar com o potencial que algumas escolas têm para atrair e reunir alunos - mas ganham em liberdade de aulas, agenda e visibilidade. Yulia complementa: "o melhor de tudo é que eu posso ser dona da minha vida - ninguém está coordenando meu trabalho ou me dizendo como eu deveria planejar minhas aulas. Posso agendar aulas para qualquer momento que seja adequado para mim ou para meus estudantes. A Preply me ajuda a me desenvolver e melhorar a cada dia devido à grande competitividade entre professores no site".


Fonte: Site da plataforma Preply, em 12/5/2016.
https://preply.com/pt/

Nenhum comentário:

Postar um comentário